Dúvidas dos leitores: negócio de customização

Hoje a seção de Dúvidas dos Leitores é um pouco diferente, porque a dúvida da leitora não é sobre como customizar roupa, mas é sobre abrir uma loja de customização para oferecer os serviços. Se essa também é sua dúvida, fique de olho nesse bate-papo!

Trabalhar com customização de roupas dá certo?

Silvia – Olá Mariely, tudo bem?
Gostaria de saber se você acha que daria certo montar (alugar um ponto) para trabalhar com customização de roupas? Será que há público suficiente? É algo bastante procurado? Penso inclusive em customizar para reaproveitar peças que se acidentaram, enfim fazer um trabalho sustentável sabe?

Dúvidas dos leitores - negócio de customização

Mariely – Oi Silvia, tudo bem! A sua dúvida é tão interessante que resolvi trazer aqui para o blog!

Hoje em dia a customização tem sido muito difundida e procurada. As pessoas estão começando a entender a importância de reciclar e reaproveitar para economizar e também para preservar o meio ambiente, estão entendendo melhor o que é o uso consciente das coisas e a busca por serviços de customização só tende a aumentar! Esses dias vi uma reportagem muito bacana sobre essa procura por customização, veja aqui: Costureiras têm aumento no volume de trabalho.

Mas nem por isso você deve se aventurar no negócio sem estar preparada! É importante você pesquisar e conhecer mais sobre esse ramo de negócio. Veja se já existe algo assim na sua cidade, converse com pessoas para ver se elas têm o hábito reformar suas roupas em costureiras, se gostam de customização. Procure na internet pessoas que já trabalham com isso para se informar como é a estrutura ideal, que serviços oferecer, quanto cobrar, etc. Veja alguns empresas de customização aqui.

Alguns serviços são imprescindíveis como fazer barra de calça jeans e tingir roupas, outras opções podem ser oferecidas conforme a estação e as tendências de moda no momento.

Faça um plano de negócio e liste quais são suas metas, que público quer atender, onde pretende chegar. É importante ter tudo anotado para não sair do foco e trabalhar de olho nos seus ideais. Também é importante divulgar ao máximo seus serviços e fazer tudo com qualidade, pois os clientes satisfeitos são os que mais fazem propaganda!

Você pode começar o serviço da sua casa mesmo, para testar o negócio, se você ver que tem uma demanda boa, então você investe e aluga um ponto, vai crescendo aos poucos. No início, você pode se registrar como MEI (Microempreendedor Individual) em customizador de roupa (você encontra informações no SEBRAE), e mais pra frente quando estiver com o negócio bombando, mudar o tipo de empresa.

Ah, você também pode oferecer seus serviços e produtos pela internet, dê uma olhada no post Como vender roupas pela internet.

Espero que estas palavras te ajudem a começar, lembre-se sempre que um negócio demora um pouco para começar a lucrar, por isso não desanime, acredite no seu trabalho e siga em frente, a recompensa virá!

Escrito por: Mariely Del Rey

Criei o blog Customizando para compartilhar ideias de customização de roupas, moda, artesanato e decoração. Sou apaixonada por bichos, vegetariana, amo cozinhar, ler e estar com minha família.

4 thoughts

    1. Olá Rejane, você pode se informar na sua cidade quanto uma costureira cobra em média por uma reforma de roupas, para você se basear. Também pode cobrar levando em conta o valor da peça da cliente. Lembre-se sempre de calcular os gastos com materiais, o tempo usado para a customização e uma margem de lucro para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *